Sugestão de Fim de Semana

Este fim de semana… um poema para o Dia da Mãe.

fotografia.JPG

No Sorriso Louco das Mães

No sorriso louco das mães batem as leves
gotas de chuva. Nas amadas
caras loucas batem e batem
os dedos amarelos das candeias.
Que balouçam. Que são puras.
Gotas e candeias puras. E as mães
aproximam-se soprando os dedos frios.
Seu corpo move-se
pelo meio dos ossos filiais, pelos tendões
e órgãos mergulhados,
e as calmas mães intrínsecas sentam-se
nas cabeças filiais.
Sentam-se, e estão ali num silêncio demorado e apressado
vendo tudo,
e queimando as imagens, alimentando as imagens
enquanto o amor é cada vez mais forte.
E bate-lhes nas caras, o amor leve.
O amor feroz.
E as mães são cada vez mais belas.
Pensam os filhos que elas levitam.
Flores violentas batem nas suas pálpebras.
Elas respiram ao alto e em baixo. São
silenciosas.
E a sua cara está no meio das gotas particulares
da chuva,
em volta das candeias. No contínuo
escorrer dos filhos.
As mães são as mais altas coisas
que os filhos criam, porque se colocam
na combustão dos filhos, porque
os filhos estão como invasores dentes-de- leão
no terreno das mães.
E as mães são poços de petróleo nas palavras dos filhos,
e atiram-se, através deles, como jactos
para fora da terra.
E os filhos mergulham em escafandros no interior
de muitas águas,
e trazem as mães como polvos embrulhados nas mãos
e na agudeza de toda a sua vida.
E o filho senta-se com a sua mãe à cabeceira da mesa,
e através dele a mãe mexe aqui e ali,
nas chávenas e nos garfos.
E através da mãe o filho pensa
que nenhuma morte é possível e as águas
estão ligadas entre si
por meio da mão dele que toca a cara louca
da mãe que toca a mão pressentida do filho.
E por dentro do amor, até somente ser possível
amar tudo,
e ser possível tudo ser reencontrado por dentro do amor.

Herberto Helder, in Excerto do poema «Fonte», publicado em A Colher na Boca, 1961

 

Anúncios

Sugestão de Fim de Semana

Nos dias que correm, parece que brincar livremente está fora de moda.

As crianças são presenteadas com dias repletos de múltiplas atividades, que as enriquecem intelectual e fisicamente. Aprendem inglês, desde a mais tenra idade, iniciam a leitura e a escrita precocemente, … . Fazem um brilharete perante familiares e amigos, mas se olharmos com atenção, será que as nossas crianças estão a crescer equilibradamente?

Por Rita Cirne, Responsável da PLAY – Babysitting fora de casa

Continuar a ler

ENVELHESCÊNCIA documentário

ENVELHESCÊNCIA

 

Dirigido por Gabriel Martinez e com argumento de Ruggero Fiandanese, o longa metragem Envelhescência relata a história de seis pessoas que vivem a vida de maneira plena e nos mostram, através de suas próprias experiências, que os costumes e a rotina após os 60 anos podem ser repletos de atividades e bom humor. Intercalado com comentários de especialistas (Alexandre Kalache, Mirian Goldenberg e Mário Sergio Cortella) o filme sugere uma nova perspectiva sobre o significado do envelhecimento em nossas vidas.

Poderá encontrar mais informação no site: http://www.envelhescencia.com.br/

Trailer do Documentário ENVELHESCÊNCIA

Sugestão de Fim de Semana

Querido futuro eu…

Querido futuro eu (15-04-2016)

Tudo começou com Matt Sly e Jay Patrikios, dedicavam tempo a pensar sobre o seu futuro. Um dia, enquanto jogavam Trivial Pursuit com um grupo de amigos, pensaram: Não seria bom se o nosso passado pudesse comunicar com o nosso futuro via e-mail?

Estava assim criado o mote para o https://www.futureme.org. O objectivo é escrevermos uma carta para nós próprios a ser entregue no nosso email num futuro que pode ir de um mês a 50 anos, cada um escolhe o intervalo de tempo que pretende. Paralelamente, poderá decidir se a publicação será exclusivamente para si ou aberta ao público em geral, neste último caso, os responsáveis pelo site tratam da publicação.

O que torna esta ferramenta inspiracional é o facto de nos facultar uma visão do que fomos, do que pretendemos, do que atingimos, enfim, da forma como cada um se desenvolveu. Com surpresas agradáveis e desagradáveis. O que cada um entende escrever e a forma como o faz também  diz muito a respeito da nossa personalidade, ora se colocamos  muitos objectivos, se colocamos questões para as quais pretendemos respostas, se somos sarcásticos ou irónicos, etc, etc.

Não deixa contudo de ser um bom exercício de reflecção que poderá potenciar o desenvolvimento pessoal e no mínimo é divertido. Esperamos assim, ter aguçado a curiosidade, o site encontra-se escrito em inglês, mas o formato Carta aparece logo no início, e é de simples utilização. Tenha apenas atenção ao colocar o endereço correcto para que a carta chegue convenientemente ao seu futuro eu.

 

Gira.Sol.

7. Gira.Sol. (13.04.2016).jpg

Sinto-me abandonada. Não é bem por fora compreende o quero dizer. É aqui. E leva a mão enrugada ao peito em angústia visível aos olhos de quem não olha já o mundo. Nunca me imaginei a olhar para a televisão e não ouvir nada. Dou por mim a contar as respirações na esperança que alguma seja interrompida pela morte. Já estou cansada menina. Dói-me tudo.

Por Susana Cunha, Responsável de Formação e Desenvolvimento na Good4life

Continuar a ler